“Todos nós 5 milhões”, documentário aborda o abandono paterno no Brasil

Segundo o Conselho Nacionalde Justiça , 5,5 milhões de crianças brasileiras matriculadas em escolas não têm o nome do pai em seus regis...


Segundo o Conselho Nacionalde Justiça, 5,5 milhões de crianças brasileiras matriculadas em escolas não têm o nome do pai em seus registros de nascimento. A partir dessa informação, surge o projeto do documentário “Todos nós 5 milhões”, que quer retratar e discutir o impacto que a falta de reconhecimento paterno tem na vida de crianças e suas mães.

Para Alexandre Mortágua, roterista e diretor do documentário, “O abandono paterno não é necessariamente um ato de alguém maldoso. É algo inserido em um contexto, na forma como se encara a paternidade e os papéis da mãe e do pai na criação dos filhos” e ainda ressalta “Esses cinco milhões e meio consideram só as crianças que estão na escola. Não contam as que não estão matriculadas, nem os adultos ou idosos que nunca conheceram seus pais”.


 

O projeto que está em produção há cerca de um ano e meio, lançou recentemente uma campanha de financiamento coletivo para finalmente tirá-la do papel.

As filmagens serão divididas em duas partes a primeira que inclui entrevistas com homens e mulheres que nunca tiveram o nome de seus pais em seus documentos, mães solteiras para falar sobre as dificuldades na busca do reconhecimento da paternidade e o preconceito que sofreram, além de especialistas no assunto, como psicólogos e advogados. Já a segunda parte na qual Alexandre e a equipe, composta pela produtora Luana Alves e a roteirista e assistente de direção Sara Mariel, pretendem filmar uma história fictícia baseada na experiência de vida de uma criança que não conheceu o pai.


Outro objetivo do documentário é organizar palestras de consultoria jurídica sobre o reconhecimento paterno, oferecendo inscrição gratuita para mães em situação de vulnerabilidade social.

Se você se interessou e quer ajudar o projeto a sair do papel, basta clicar aqui

Por Yasmim Aguiar

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram