Uma nova visão sobre Game of Thrones

Foto: Divulgação O que dizer dessa série que mal conheço, mas considero pakas? Nunca me importei muito em assistir Games of Thrones, ...

Foto: Divulgação
O que dizer dessa série que mal conheço, mas considero pakas? Nunca me importei muito em assistir Games of Thrones, apesar de estar na minha lista de seriados para acompanhar. Sempre pensei que fosse modinha, uma série somente de um bando de homens da era medieval mantando uns aos outros. Na verdade eu estava errada, não é somente uma série de um bando de homens da era medieval mantando uns aos outros, também tem muita "putaria" (risos). Mas apesar de tudo isso George R.R. Martin, criador dos livros As crônicas de gelo e fogo, foi um gênio em pensar em cada personagem, cada casa, cada história e cada lugar.

Apenas comecei a assistir essa semana, mas já estou na segunda temporada e espero conseguir me atualizar em duas semanas (no máximo três). Por enquanto, apesar de estar no inicio, não estou completamente viciada, acredito que o motivo seja por ainda estar em êxtase dos mistérios de Pretty Little Liars, mas tenho que admitir que a cada final eu ficou louca para ver o que irá acontecer no episódio seguinte. E estou fazendo de tudo para não ter personagens preferidos, apesar de já saber muitos spoilers sobre quem ainda está vivo ou não, mas já me avisaram que em Game of Thrones, ser um personagem grande, principal ou importante não garante continuar vivo.

Até agora eu tinha a certeza que toda a ideia principal da série seria a chegada do inverno e, consequentemente de uma ameaça chamada Os Outros, porém agora estou percebendo que eles estão sendo cada vez menos sitados e ACHO (pois não estou indo atrás para descobrir antes do momento certo, pois também quero ter minhas surpresas), que isso é somente a ponta do iceberg, se é que entendem, porém posso estar completamente errada. Game of Thrones é uma série que te deixa entender muitas coisas logo no inicio e conforme ela vai passando você percebe que não entendeu nada, então fica ainda mais confuso por pensa que já começou a entender tudo, mas também acha que pode ser como no inicio, que você achava que sabia tudo, mas na verdade não sabia nada. Confuso tudo isso? Exatamente, é assim que estou começando a ficar logo com a segunda temporada (riso). 

Apesar de toda a minha confusão, eu também tenho certeza de algumas coisas, assim como toda a história se passa em Westeros e narra a história de algumas casas, que nada mais são que as famílias, em seus conflitos interpessoais, políticos e culturais. Para você entenderem melhor, vou deixar aqui uma pequena "apresentação" das principais casas.

Foto: Divulgação
Casa Baratheon 
Lema: O osso é a fúria
Principais personagens: Robert Baratheon (Rei de Westeros); Joffrey, Myrcella e Tommen que são seus filhos; Stannis Baratheon e Renly Baratheon, seus irmãos.

Casa Lannister 
Lema: Ouça-me Rugir
Principais personagens: Tywin Lannister; seus filhos Cersei Lannister (casada com Robert Baratheon, então ela é Rainha de Westeros) e Jaime Lannister (que gêmeos Cersei), e Tyrion (um anão).

Casa Stark 
Lema: O inverno está chegando
Principais personagens: Eddard Stark; sua esposa Catelyn Tully (da casa Tully); seus filhos Robb, Sansa, Arya, Brandon, Rickson e Jon Snow (tendo esse sobrenome por ser um filho bastardo).

Casa Targaryen 
Lema: Fogo e Sangue
Principais personagens: Viserys e Daenerys Targaryen, que vivem refugiados depois da rebelião  contra seu pai, o Rei Aerys Targaryen. 

Outras famílias irão aparecer no decorrer da história, mas essas quatro casa lideram os acontecimentos inicias. Vou tentar me atualizar logo e volto aqui para contar o que achei de tudo isso, pois realmente minha visão sobre essa série mudou completamente. Enquanto isso, coloca nos comentários suas visão sobre a série.

Por: Gessica Carvalho

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram