SILICON VALLEY: Startup, Empreendedorismo e Diversão :

Olá Leitores do LazCult. Tudo bem com vocês? Hoje venho falar de um seriado que estou começando a amar e espero viciar-me. Por qual motivo...

Olá Leitores do LazCult. Tudo bem com vocês?

Hoje venho falar de um seriado que estou começando a amar e espero viciar-me. Por qual motivo? Simplesmente por ter duas coisas que adoro "ZOERA" E EMPREENDEDORISMO!!!

A série em questão é a Silicon Valley, mostra um cenário divertido sobre o famoso VALE DO SILICÍO o local que é sonho entre todos os empreendedores do mundo e a meca da tecnologia mundial, o motivo é simples , lá tornaram-se famosos : Facebook, Google, Twitter, Orkut e quase me esquecendo e não menos importante ( risos ) lá surgiram para o mundo MICROSOFT E APPLE. Acho que nem precisamos falar sobre a importância de tal local para o mundo... Afinal, lá só fez aparecer para o mundo Bill Gates e Steve Jobs...

A história é protagonizada por seis jovens programadores que dividem a casa. O sonho deles? Claro, como todos que querem ir para o Vale do Silicio, o sonho é fundar uma startup e ficarem bilionários, eles lançam um algoritmo para compreensão de dados ( neste momento do mundo não sei se é possível, mas não admirarei-me caso surgir tal algoritmo ) . Richard ( uma espécie de Mark Zuckerberg ) o criador do algoritmo, precisa tomar uma série de decisões para fazer a startup seguir adiante, precisa também melhorar seu perfil de homem de negócios já que ele mostra ser um cara introvertido e que não sabe muito bem o poder da empresa que ele tem em mãos.

E chega finalmente o desenvolvimento da empresa, os jovens acharam seus investidores... opss calma lá não é bem assim.... Eles entram em uma briga com dois grandes investidores, precisando assim, achar uma maneira rápida e simples de acharem um planejamento de negócios adequado para passar aos investidores, para que isso faça a startup caminhar de forma certa e concreta para navegar para o sucesso.

Tivemos uma personalidade marcante do Vale do Silicio participando da série , foi o Chairman do Google, Eric Schmidt.

A série é baseada nas experiências de Mike Judge, diretor da série. Ele já trabalhou no Vale do Silício no final dos anos de 1980 e poucos, na época do disquete - sim sou da geração disquete, tenho 25 anos mas não sou velho tá . Voltando, ele foi o engenheiro de testes na startup Parallax, empresa que fazia placas de processamento gráfico para computadores.

Protagonistas da série Silicon Valley, da HBO, no cartaz oficial


O QUE ACHEI DA SÉRIE.

Por enquanto, esta série surpreende-me de diversas formas, ela vem com mensagem clara, rápida e direta ao ponto, ensina muito bem sobre o empreendedorismo e a solidez que temos que levar qualquer coisa que queremos tornar um negócio rentável e fazer dele uma empresa. Confesso que utilizarei essa série em conteúdos que preciso criar para jovens empreendedores, trabalho com isso e cada vez mais preciso recriar formas de mostrar para a maioria dos jovens maneiras divertidas de ensinar empreendedorismo, essa série vai ajudar-me demais.

Nos primeiros episódios, tive uma alegria imensa por eles fazerem sarcasmos com diversas formas de consultoria e de como coisas são decididas em nosso meio empreendedor, com seus jargões e metodologias nada ortodoxa que muitos inventam para dizer que estão fazendo... - adoro sarcasmo, principalmente quando são sarcasmos que podem ensinar algo.

E  algo que tocou-me também em prestar mais atenção na série, foi o realismo que eles tratam o cuidado com o negócio, felizmente é muito bem tratado ( lembrando sempre que é de forma teatral, portanto, tem que ver com um entendimento crítico ), mostra que uma empresa sem forma, que tem  uma bagunça onde todos fazem aquilo que querem e não tem espaço criativo e nem estrutura intelectual, profissional e de experiência de mercado... esse empreendimento é certamente levado ao fracasso.

Na parte de consultoria do seriado. É puro e simplesmente ouvir quem tem experiência de mercado, quem já esteve envolvido no mercado e conhece o mundo dos negócios, muitos jovens que começam startups ou qualquer empreendimento hoje em dia precisam aprenderem a OUVIR, é complicado quando a pessoa vai procurar ajuda para criar algo e descarta todas as opiniões que são oferecidas... aliás nem é complicado é algo surreal e que infelizmente passamos muito disso aqui no Brasil.

A série é bem clara na mensagem : Encarem isso como uma empresa ou fiquem na eterna brincadeira de perder tempo e viver sem criar nada de especial

Todos estes motivos citados acima, fizeram-me adorar a série e espero que venha crescer o número de fãs que assistam e aprendam a empreender com o seriado. E não esquecendo THE ZOERA NEVER ENDS

VAMOS MONTAR UMA STARTUP ?

TRAILER DA SÉRIE


Conheça também esses posts!

1 comentários

  1. Eu gostei dos primeiros capítulos, eu acho que é uma série que tem um bom conteúdo, em seguida, aborda uma questão muito actual. Além disso, os atores são excelentes, como Thomas Middleditch .

    ResponderExcluir

Instagram