Rolezinho e aí vamos passear?

Olá leitores do LazCult , agradeço a oportunidade de escrever para o blog, espero que vocês curtam também. Adoro o universo jovem, acre...


Olá leitores do LazCult, agradeço a oportunidade de escrever para o blog, espero que vocês curtam também. Adoro o universo jovem, acredito que os jovens são a ponte entre o passado e o futuro, portanto, precisamos entender o nosso papel na sociedade e nossa vida individual, somos livres para fazermos aquilo que queremos, porém, precisamos saber que toda nossa ação vem seguida de uma reação e com isso é bom entendermos que nossas atuais escolhas um dia vai refletir e interferir em nossas vidas no futuro.  Dito isso convido vocês para o famoso ROLEZINHO... IR OU NÃO IR; EIS A QUESTÃO?

O que é o Rolezinho?
Um evento organizado por jovens no facebook, para ir passear nos shoppings. O objetivo do evento segundo as páginas do facebook são : Ouvir Funk, Namorar, passear, encontrar os amigos e promover amizade. DETALHE A MAIORIA DOS ORGANIZADORES DO EVENTO SÃO PERFIS FAKES

É um evento legal? Bem, não é bem assim...  O famoso evento, ficou famoso nos jornais e nas mídias do Brasil, devido a violência e os transtornos causados em sua organização. Os organizadores do evento no facebook sempre são perfis fakes, nestes eventos acontecem roubos, caos e tumultos dentro dos shoppings, que deveria ser  um ambiente  para fazer um passeio bacana com os amigos, familiares e quem mais você quiser levar.  Não quero aqui generalizar e dizer que todos que participam deste evento vão para causar confusão, roubos e etc, mas a maioria que vai, estão lá só para ver o "CIRCO PEGAR FOGO" ( Vejam esse vídeo do Rolezinho no Metro em Itaquera), as cenas são lamentáveis, um jovem descontrolado partiu para cima do segurança, em qualquer shopping sabemos que existem seguranças para protegerem as pessoas que estão usufruindo o espaço.


Agora vamos parar e pensarmos um pouco... Quantos rolezinhos já participamos com amigos? 

Eu mesmo, participo de vários passeios nos shoppings com meus amigos,  não precisamos ouvir músicas altas afinal não podemos atrapalhar outras pessoas que querem usufruir também do local e pode não ter o mesmo gosto nosso,  também não saímos correndo nas lojas e assustando clientes e pessoas que estão na praça de alimentação, pois, sabemos que as pessoas querem sossego e curtir tranquilamente seu passeio no Shopping.   

VEJAM BEM AGORA, a diferença que este que ganhou a popularidade da imprensa, é simplesmente pela desordem, caos e bagunça generalizada, acontecem brigas, roubos e tumultos dentro de um ambiente fechado e ainda mais privado, já que todos nós sabemos que shoppings não são áreas públicas.  Não é questão de preconceito, afinal nunca uma pessoa ou um jovem deste foi barrado de entrar antes em qualquer shopping,  a questão é de barrar o evento em si, que já provou e se mostrou que é um caos generalizado e que muitos de seus participantes querem ver somente a bagunça...

Muitas pessoas estão dizendo que isso é uma ação cultural, até colocaram como uma ação política... dizendo que é o choque entre POBREZA X RIQUEZA, me desculpem aqueles que querem FILOSOFAR sobre isso... A minha opinião pessoal é que isso é uma algazarra, daquelas que só vai acontecer coisas ruins, acho uma perfeita alienação, já que não considero algo CULTURAL um passeio pelo SHOPPING... e ouvir música alta na entrada de um Shopping,  não generalizo e trato todos como bandidos ( mas tem sim pessoas no meio dele que são pegas roubando loja e até com agressão física contra outras pessoas ) , mas generalizo como uma juventude perdida e sem cultura, que só quer causar e aparecer sem ter nada em sua cabeça ou ideal. A visão que tenho sobre esses rolezinhos é de algo besta, coisa que nunca participaria, mas, qualquer um é livre para ir e fazer o que quiser... DESDE QUE NÃO VENHAM PERTURBAR A ORDEM PÚBLICA E CAUSAR TUMULTOS PROPOSITAIS PARA FAZER ATOS ILÍCITOS.

O Convite que faço para vocês é ir passear, aproveitar a vida e ser feliz, mas, lembrando sempre em respeitar o direito individual e a liberdade de outras pessoas. 

Por: Daniel Simões

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram