Quanto mais bagunçado melhor

O que você pensa quando ouve a frase " Quanto mais bagunçado melhor "? Essa frase deveria definir alegria e diversão, pois é i...


O que você pensa quando ouve a frase "Quanto mais bagunçado melhor"? Essa frase deveria definir alegria e diversão, pois é isso que você encontra na peça do Pepé Jardim, com a direção de Virgílio Amaral.


Peterson Luiz Jardim, mais conhecido como Pepé, nasceu e foi criado no Circo Espacial, e uma de suas inspirações são os palhaços, sendo seus maiores heróis. Estudou no exterior e voltou ao Brasil há dois anos. 

Virgílio Amaral trabalha com arte há 13 anos e é sua primeira experiência como diretor de uma peça com origem circense, já dirigiu diversas peças teatrais, sendo uma delas "O monge executivo".


Com a junção das experiências de Pepé Jardim e Virgília Amaral surgiu  o "Quanto mais bagunçado melhor". A peça é uma pantomima, ou seja, é um mimico dentro de uma história, tendo a junção da palhaçaria e o teatro passando uma mensagem sem falar absolutamente nada.

A criação do "Quanto mais bagunçado melhor" veio de algumas ideias e experiências circenses do artista Pepé, assim Virgílio foi incluindo alguns elementos de sua bagagem com o teatro. 


Confira a entrevista que o LazCult fez com o artista e o diretor.


Ficou curioso (a) para assistir "Quanto mais bagunçado melhor"? A peça está em cartaz no Teatro Jucas Chaves, todas as sextas às 21h30.

Maiores informações:

Dramaturgia: NAIARA MOTTA E PETERSON JARDIM
Diretor de Encenação: VIRGÍLIO AMARAL
Reprises Circenses Originais: PETERSON JARDIM
Elenco: PEPÉ JARDIM, O PERSPICAZ e REBECCA ETHIENNE

Por: Géssica Carvalho

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram