Também estávamos presentes

O LazCult fala sobre cultura, arte e lazer, mas para isso, precisamos ter nossos direitos garantidos. E é por esses direitos que os ma...


O LazCult fala sobre cultura, arte e lazer, mas para isso, precisamos ter nossos direitos garantidos. E é por esses direitos que os manifestantes estão lutando.

As manifestações estão acontecendo há algumas semanas, e o LazCult resolveu ir às ruas para conferir o que está acontecendo.


De inicio, foi apenas uma briga para que o transporte público não continue com um valor tão alto na tarifa, pois não é apenas R$0,20 (vinte centavos). Hoje, o transporte público tem o custo de R$3,20, mas as condições estão cada vez mais precárias.


Ontem, 18 de Junho de 2013, no trajeto em que o LazCult fez para chegar à Praça de Sé, onde foi a concentração do inicio da passeata, passamos pela linha 9 - Esmeralda da CPTM, e a duração do trajeto entre a estação Santo Amaro e a estação Pinheiros foi de 1h30. Dentro do trem, a situação era a pior possível, não havia como se mexer e em cada estação as pessoas tentavam entrar, porém não havia mais espaço.


Quando chegamos à Praça da Sé, a sensação foi ótima, pois havia homens, mulheres e crianças, vimos pessoas de todas as idades com cartazes lutando por um país melhor, fazendo isso sem violência. Posso até dizer que estavam cuidando do que era público. Na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, durante o trajeto, presenciamos um dos rapazes com a intenção de pichar um ônibus que estava ali parado, porém os outros manifestantes não permitiram. Isso é cuidar do nosso país.


As passeatas e a luta dos brasileiros não são apenas por R$0,20 (vinte centavos), mas por um transporte público de qualidade, além de melhorias na educação, segurança e saúde. Hoje, o Brasil é segundo país que mais arrecada impostos, mas não vemos resultados e nem sabemos para onde está indo o dinheiro do cidadão.


Infelizmente, em alguns lugares, como a Prefeitura e o Teatro Municipal, houve depredação e vandalismo, mas algumas das pessoas responsáveis já foram identificadas e presas.


Confira mais fotos: http://migre.me/f5Twb

Foto: Felipe Vasconcelos
Por: Géssica Carvalho

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram