"Só os loucos sabem o motivo do céu estar mais azul hoje!"

Hoje a música brasileira perde um grande letrista, cantor, um cara que influenciou e influência até hoje milhares de jovens com sua músi...


Hoje a música brasileira perde um grande letrista, cantor, um cara que influenciou e influência até hoje milhares de jovens com sua música, hoje perdemos Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Junior, e como uma singela demonstração de força e solidariedade, o LazCult faz um post contando um pouquinho da carreira da banda.



Charlie Brown Junior, formada em 1992 na cidade de Santos, litoral de São Paulo, uma mistura de ritmos como, reggae, hardcore, rap, com um estilo bem próprio, com letras que são claramente uma critica sociedade sob o olhar jovem e contemporâneo. 

Os integrantes se conheceram de uma maneira bem diferente, Chorão quando teve que substituir o vocalista de uma banda que iria se apresentar em um bar, e não pode, alguém na platéia viu e acabou o chamando  pra fazer parte de sua banda, algum tempo depois quando o baixista da banda saiu, Chorão conhece Champignon, que na época tinha doze anos, e dai eles decidiram formar uma banda chamada "What's Up". Depois de um tempo o baterista Renato Pelado entra na banda, e Mais tarde, Marcão e Thiago Castanho completaram a primeira formação, que ainda não tinha nome. Quando perguntado de onde  veio o nome da banda, Chorão diz que: "Foi uma coisa inusitada. Trombei (literalmente) com uma barraca de água de coco que tinha o desenho do Charlie Brown, aquele personagem do Charles Schulz, mais conhecido por ser o dono do Snoopy. E o "Jr" é pelo fato de sermos filhos do rock." 



Já com esta formação da banda, por volta de 1993, eles começaram a tocar no circuito underground de Santos e São Paulo e a fazer shows em vários eventos de skate. Uma fita demo foi entregue ao Rick Bonadio, presidente da Virgin Records no Brasil e produtor dos Mamonas Assassinas, que se interessou pelo grupo e os contratou. De uma demo de três faixas surge o primeiro disco do CBJr, produzido por Tadeu Patolla e Rick Bonadio com o selo da Virgin Records. Nasce então o álbum Transpiração Contínua Prolongada.

Depois desse primeiro álbum a banda se tornou uma, se não a maior, inspiração para os jovens, e ainda é até hoje depois de 15 anos de carreira.




Por: Yasmim Aguiar

Conheça também esses posts!

0 comentários

Instagram